O verão chegou ao Viveiro do FUTURO

O verão chegou ao Viveiro do FUTURO

No mês de maio e nos primeiros dias de junho, os trabalhos no Viveiro do FUTURO tiveram que acompanhar o ritmo acelerado do crescimento das plantas. No entanto, a dedicação e esforço dos 17 voluntários que nos acompanharam ao longo de 8 sessões de trabalho ajudaram a dar resposta às exigências da Natureza. Além dos voluntários já veteranos do FUTURO continuamos a contar com a VO.U Pela Natureza e, ao longo das várias sessões, tivemos vários participantes que felizmente se tornaram fiéis aos trabalhos no Viveiro! 🙂

Em maio, aproveitamos alguns dos dias mais frescos para fazer repicagem de medronheiros (Arbutus unedo). Pelo facto de ter germinado mais do que uma semente num único alvéolo, e tendo as plântulas um tamanho adequado, foi necessário dar a cada uma dessas plântulas um alvéolo próprio para poderem crescer corretamente. O mesmo aconteceu com os jasmineiros do monte (Jasminum fruticans) e os ciprestes (Cupressus sempervirens). Houve ainda tardes nas quais nos dedicamos à sementeira de algumas espécies que estiveram durante os meses de outono e inverno em estratificação, entre eles o aderno (Phillyrea angustifolia) e o cornisco (Cornus sanguinea). No total foram semeadas 5 espécies, cerca de 1000 sementes.

Com o fim da época de plantação, houve ainda necessidade de reformular os espaços do Viveiro do FUTURO, nomeadamente através da reorganização canteiros, contagens do número de plantas/espécies que existem em bolsa, melhorar as condições de crescimento das plantas, mondas, bem como preparar os espaços para acolher a produção da nova época. Assim, junho trouxe várias sessões passadas no exterior do Viveiro, sob um sol quente, mas do qual já tínhamos saudades!

Julho promete trazer a continuidade dos trabalhos e uma nova imagem ao nosso Viveiro!

Mais uma vez obrigada a tod@s!

FOTOS | Créditos: ©2018CREPorto.ampereira,

Maio | 3 de maio, 8 de maio, 15 de maio, 22 de maio, 29 de maio

Junho | 12 de junho, 14 de junho, 20 de junho

O Viveiro de Árvores e Arbustos Autóctones do FUTURO é uma parceria entre o CRE.Porto, a Câmara Municipal do Porto, o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas. Conta com o apoio da Lipor – Serviço Intermunicipalizado de Tratamento de Resíduos da Região Porto, da Silvapor – Ambiente e Inovação, da Leal & Soares e do projeto Sementes de Portugal. O Viveiro está licenciado pelo ICNF como fornecedor de materiais florestais de reprodução.

2018-06-27T12:48:09+00:0027 Junho, 2018|viveiro do futuro|