Sanguinhos e loureiros no Viveiro do Leça

Sanguinhos e loureiros no Viveiro do Leça

Ao longo dos últimos meses a vida tem continuado a despontar no Viveiro do Leça, em pleno Parque de S. Brás, Matosinhos. Além das já centenas de plantas que crescem dentro e fora das estufas, no passado dia 18 de maio foi tempo de lançar à terra algumas das últimas sementes desta época. À já habitual participação do Hélder, voluntário da Bolsa de Voluntários do Viveiro do Leça , juntaram-se mais uma vez, os utentes da Casa de Saúde S. José de Barcelos.  Nesta segunda participação, contamos com os senhores Ibraim, João e Manuel, que, orientados pela Alexandra, gostaram bastante do desafio e das técnicas novas aprendidas, visto que, no seu contacto com técnicas de propagação de plantas, a maior parte da sua prática baseia-se na estacaria de espécies aromáticas e ornamentais. O contacto com metodologias de trabalho diferentes, bem como espécies é sem dúvida uma mais valia para todos os participantes.

Após um longo período de frio e humidade, as sementes de sanguinho-de-água (Frangula alnus) começaram a despertar, sendo já possível observar em algumas delas as pequenas radículas. Este era o sinal que precisávamos para saber que estava na altura certa para as colocarmos na terra! O mesmo foi feito com o loureiro (Laurus nobilis), outra espécie que, à semelhança da primeira, prefere solos frescos, mas também com alguma influência marítima. As sementes, ora mais pequenas, ora um pouco maiores, foram sempre alvo de muito cuidado no seu manuseamento. Cerca de 1200 sementes foram colocadas nos alvéolos, seguindo-se uma rega bem generosa, não fosse a manhã ter começado a ficar bem quente e não estivéssemos todos dentro de uma estufa!

Todos os trabalhos contaram ainda com o importante apoio técnico da equipa do município de Matosinhos.

Se tiver interesse em aprender e colaborar connosco nesta missão, ainda pode fazê-lo, inscrevendo-se na Bolsa de Voluntários do Viveiro do Leça. 

Obrigada a tod@s e até breve!

FOTOS | 2018CREPorto.ampereira

Centro de Recuperação Paisagística do Vale do Leça contribui para os objetivos do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto e está a ser desenvolvido em parceria com a equipa do CRE.Porto.

2018-05-25T15:59:02+00:00 25 Maio, 2018|Viveiro do Leça|