FUTURO recebe GIRO 2017 no Parque das Serras do Porto

FUTURO recebe GIRO 2017 no Parque das Serras do Porto

O dia 13 de outubro começou cedo. Reunimo-nos às 8h00 no Centro Interpretativo Ambiental de Valongo para ultimar preparativos para a grande ação: o GIRO 2017. Lanches check, t-shirts check, água check, ferramentas check…

Ao longo da hora seguinte os Voluntários das várias empresas associadas do GRACE foram chegando em pequenos grupos. Esse seria definitivamente um dia diferente: iriam dedicar um dia de trabalho à floresta nativa em áreas de intervenção do FUTURO no Parque das Serras do Porto.

Reunidos os 119 Voluntários – colaboradores de entidades associadas da GRACE – a ação iniciou-se com algumas palavras pelos anfitriões: o presidente da Câmara Municipal de Valongo, José Manuel Ribeiro, partilhou a visão comum de Gondomar, Paredes e Valongo para o Parque das Serras do Porto; o presidente da Junta de Freguesia de Valongo, Ivo Neves, falou sobre a nova área de 30 hectares (anteriormente ocupada com exploração intensiva de eucalipto) e que agora está em processo de reabilitação ecológica; Rui Pedroto, da direção do GRACE, referiu que nesse dia o GIRO, cujo tema este ano era a “Floresta e a Prevenção de Incêndios”, estava também a decorrer noutros pontos do país. Por último, e antes encaminhar os Voluntários para os locais de ação, Marta Pinto (coordenadora do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na AMP) falou sobre os desafios e resultados do projeto nos últimos seis anos e destacou que transformar áreas ardidas ou previamente ocupadas com eucalipto ou espécies invasoras em bosques nativos “é uma maratona e não uma corrida de 100 m”, pelo que as tarefas a desempenhar nesse dia fazem parte desse longo percurso.

Ao longo do dia, os Voluntários, sempre acompanhados por monitores do FUTURO, puderam trabalhar em três parcelas diferentes, cada uma com distintas necessidades. Algumas das tarefas exigiram paciência e método (descasque de varas de acácias, com o objetivo de as controlar nas áreas de intervenção), outras pediam dedicação (ajuste e colocação de protetores e estacas nas pequenas árvores nativas plantadas em épocas anteriores) e outras requeriam pujança (corte de rebentação de eucalipto) no terreno da Junta de Freguesia de Valongo onde agora se inicia a fase de reabilitação ecológica após mais de duas décadas de exploração intensiva de eucalipto).

Após o almoço-piquenique, fizeram-se os retratos de grupo e, enquanto se recuperava a energia antes de regressar aos trabalhos, houve ainda tempo para conhecer brevemente a equipa da Proteção Civil de Valongo (José Gonçalves), bem como a equipa da Portucalea – Associação Florestal do Grande Porto (Helena Barbosa) que descreveu o trabalho de prevenção imprescindível que os Sapadores Florestais realizam ao longo de todo o ano.

No final da tarde, contabilizaram-se 3,74 hectares intervencionados; 110 acácias descascadas; 500 touças de eucalipto inoculadas com fungos; 578 protetores de árvores colocados ou reajustados; 678 estacas colocadas; e 1,85 hectares de rebentação de eucalipto cortados. E o resultado via-se.

Esta atividade integra-se no GIRO, uma iniciativa anual do GRACE – Grupo de Reflexão e Apoio à Cidadania Empresarial, este ano dedicada à “Floresta e a Prevenção de Incêndios”. O FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto – foi o projeto selecionado pelo GRACE para reunir os seus Voluntários na região Norte do País.

O FUTURO está implantado no Parque das Serras do Porto desde 2011. Em Valongo já foram intervencionados 27 hectares, maioritariamente parcelas de gestão pública. Nestas áreas foi feito desbaste de áreas de eucaliptal, controlo de espécies invasoras, plantação, manutenção e monitorização de resultados. Na manutenção destas áreas colabora ativamente a Lipor, através do Programa HECTARE. Nestas parcelas já foram plantadas 16.000 árvores nativas (sobreiros, medronheiros, carvalhos, padreiros, entre outras).

O trabalho realizado no projeto ao longo dos últimos anos tem tido um forte envolvimento de técnicos e de cidadãos Voluntários. Algumas destas pessoas voltaram desta vez a colaborar com o FUTURO assumindo o papel de Monitor(a). Muito obrigada a tod@s!

FOTOS – Créditos: ©CRE.Porto2017mpinto; ©CRE.Porto2017ampereira; ©CRE.Porto2017malmeida; ©2017mmirandapereira

Esta ação foi desenvolvida no âmbito do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, tendo sido organizada pela Câmara Municipal de Valongo, CRE.Porto e GRACE. Contou com a colaboração de técnicos dos Municípios de Gondomar, Maia, Oliveira de Azeméis, Paredes, Valongo e da Portucalea – Associação Florestal do Grande Porto.

Participaram nesta atividade as seguintes entidades associadas do GRACE: A. Silva Matos, Auchan, Biorumo, DHL, Esposende Ambiente, Fundação Manuel António da Mota, Groundforce, IBM, Klepierre, Lipor, MSD, Michael Page, Miranda e Associados, Moneris, Montepio, Prio, Quasar, RTP, Santander Totta, Servilusa, Trivalor, Turn Around Social, Unicer, Wdmi; Universidade de Aveiro.

 

2017-10-23T16:50:40+00:0023 Outubro, 2017|ação de manutenção, ação de sensibilização|