Fonte da Moura constrói o herbário do Parque da Cidade

Fonte da Moura constrói o herbário do Parque da Cidade

No passado 5 de junho, em plena Semana do Ambiente, estivemos com 16 alunos da EB da Fonte da Moura, Porto, no Parque da Cidade. O objetivo foi conhecer melhor a flora nativa, a convite da equipa do Centro de Educação Ambiental do Núcleo Rural do Parque da Cidade. Ao longo do passeio matinal estivemos com estes pequenos a percorrer alguns dos espaços do parque. Ao longo do passeio os olhares iam-se desviando para algumas árvores que já lhes eram familiares… carvalho-alvarinho, medronheiro, azevinho, ente outras.

A paragem perto de cada árvore servia para explicar melhor as suas características, fisionomia e curiosidades. A conversa foi bastante animada e participativa, pois os mais pequenos tinham sempre algo a perguntar ou comentar. Tal era a animação, que os habituais utilizadores do parque abrandavam o passo da caminhada para ouvir também um pouco da nossa conversa sobre as árvores.

Durante a exploração e com cautela, retiramos uma folha de cada, uma flor (se ela existisse) e um pequeno raminho e junto à base tentava-se procurar um pouco da sua casca. “Mas porque é que estamos a recolher tudo isto?” perguntavam curiosos! O nosso objetivo nessa manhã era o de construir um herbário com algumas das espécies de árvores e arbustos nativos existentes na Parque da Cidade. Recolha feita, voltamos à sala de atividades do Centro e puseram-se as mãos à obra! Em primeiro lugar explicou-se bem qual o objetivo de um herbário, um pouco sobre a sua história, tradição, importância e quais os principais dados biológicos que deviam constar sobre cada espécie e sobre a recolha do material vegetal.

Dentro de uma bolsa bem guardada, foi retirado e mostrado à crianças um herbário, resultante de projeto escolar, mas que já tinha mais de 50 anos! Apesar de ainda bem conservado, foi sempre manuseado com muito cuidado. Num mundo onde as crianças facilmente se deslumbram por algo tecnológico, cores vibrantes, som e movimentos rápidos, um pequeno livro, com as folhas já amarelas e velhas, escrito e desenhado à mão, repleto de colagens de folhas, caules e flores de cores pálidas, mereceu o silêncio, a atenção e os fascínio de todos!

No final da manhã, este grupo também conseguiu construir um lindo herbário, em forma de mobile, suspenso, com 8 espécies de árvores e arbustos nativos, que mereceu a admiração de todos! Esta foi sem dúvida, uma oportunidade diferente de poder lidar com as espécies nativas e conhecê-las melhor.

Parabéns a todos!

FOTOS Créditos: ©2017CRE.Porto|ampereira

Rede de Escolas do FUTURO é uma iniciativa do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, um projeto desenvolvido pela Universidade Católica Portuguesa e Área Metropolitana do Porto no âmbito CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto. O objetivo do Programa de Mentores da Rede de Escolas do FUTURO é o de garantir apoio às Escolas através do estabelecimento de laços entre os docentes coordenadores e especialistas em diversas áreas de intervenção, que colaboram graciosamente. Conheça as entidades e pessoas envolvidas no projeto

 

2017-09-13T10:00:16+00:00 13 Setembro, 2017|rede de escolas do futuro 2016/17|