O primeiro viveiro de Santa Maria da Feira

O primeiro viveiro de Santa Maria da Feira

A Escola Básica e Secundária Coelho e Castro, em Santa Maria da Feira, decidiu este ano dedicar-se à produção nativas com a criação do primeiro viveiro da Rede de Escolas neste município. Neste projeto estão envolvidas cinco turmas de 8ºano e 3 turmas de 7º ano. Os trabalhos foram divididos em diferentes fases. Iniciaram com a preparação da estufa que iria acolher o viveiro, a recolha e tratamento dos pacotes, a sementeira propriamente dita e posteriormente a etiquetagem de todas as espécies.

Além da parte prática onde todos puderam meter as mãos nas sementes e na terra, estes alunos estão ainda a desenvolver uma componente de investigação associada ao viveiro, com uma pesquisa orientada para as espécies que foram semeadas. Esta pesquisa irá depois refletir-se na construção de cartazes com referências à mitologia, lendas e curiosidades associadas a cada espécie. Pelas palavras da Professora Sónia Almeida, uma das responsáveis pela liderança deste grupo, o entusiasmo dos alunos vai crescendo à medida que começam a ver o resultado do seu esforço e dedicação!

Já no ano letivo anterior, esta escola integrou a Rede de Escolas do FUTURO apostando em duas componentes, sendo que a primeira consistiu em reabilitar e valorizar os seus espaços verdes escolares, com a plantação de espécies nativas e a segunda trouxe à Rede a descoberta do mundo das aplicações para telemóveis que nos ajudam a saber cada vez mais de um pouco de tudo! Com elas, descobrimos a aplicação Arbolapp que, no caso particular desta escola os ajudou na identificação de muitas das espécies nativas que existiam no Parque das Ribeiras do Uíma, em Santa Maria da Feira, local que foi alvo de estudo por parte desta escola.

Nesta nova fase do seu trabalho e contributo para o FUTURO, aguardamos com ansiedade as fotos das primeiras plântulas! 🙂

FOTOS | Créditos: ©2017SóniaAlmeida

 

Rede de Escolas do FUTURO é uma iniciativa do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, um projeto desenvolvido pela Universidade Católica Portuguesa e Área Metropolitana do Porto no âmbito CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto. O objetivo do Programa de Mentores da Rede de Escolas do FUTURO é o de garantir apoio às Escolas através do estabelecimento de laços entre os docentes coordenadores e especialistas em diversas áreas de intervenção, que colaboram graciosamente. Conheça as entidades e pessoas envolvidas no projeto

2017-05-15T14:09:42+00:00 15 Maio, 2017|rede de escolas do futuro 2016/17|