Viveiro da EB1 da Fonte da Moura resiste a temporal

Viveiro da EB1 da Fonte da Moura resiste a temporal

A EB1 da Fonte de Moura, Porto, inscreveu-se na Rede de Escolas do FUTURO com o objetivo de construir o seu pequeno viveiro de plantas nativas. Para tal foi indispensável o apoio do Centro de Educação Ambiental (CEA) do Núcleo Rural do Parque da Cidade, dos Professores António Gomes e Cristina Sousa, e ainda de um representante da Associação de Pais. Todos juntos, no dia 2 de fevereiro reuniram os material para a construção da base do viveiro. As plataformas de madeira depois de devidamente impermeabilizadas puderam finalmente receber os pacotes de leite recheados com o substrato. Os alunos das duas turmas de 3º ano foram os semeadores do dia e vontade de trabalhar não faltou! Basta ver como rapidamente meteram as mãos na terra. As sementes ficaram bem colocadas nas suas “caminhas” e depois seguiu-se uma rega bem generosa para dar à semente a água necessária para promover a germinação. A sementeira de sobreiro ficou concluída, restando agora terminar a de jasmineiro-do-monte (Jasminum fruticans) e de murta (Myrtus communis). Estes alunos já tinham assistido ao conto “O Grande Carvalho” apresentado pelo CEA e como tal, a bolota, mesmo sendo do “primo” sobreiro (Quercus suber) já não era totalmente desconhecida, por isso manuseá-la e semeá-la foi tarefa fácil! Os trabalhos estavam concluídos e a etiquetagem foi devidamente colocada para sinalizar e mostrar a toda a comunidade escolar a importância do viveiro e que este deve ser muito bem cuidado. Apesar de bela, a Natureza nem sempre é tranquila e amena e na noite de dia 2 de fevereiro, um grande temporal caiu sobre a cidade do Porto e na manhã seguinte com a primeira luz do dia, era visível o rasto de estragos, entre ramos pelos chão e algumas árvores derrubadas. No entanto, apesar de ter sido colocado ao ar livre, o viveiro da EB1 da Fonte da Moura resistiu intacto, são e salvo! Nem um único pacote derrubado e nem uma bolota perdida pelo chão. A união faz a força e o (bom) trabalho de equipa também!

Bom trabalho!

FOTOS | Créditos: ©2017CEANucleoRural

Rede de Escolas do FUTURO é uma iniciativa do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, um projeto desenvolvido pela Universidade Católica Portuguesa e Área Metropolitana do Porto no âmbito CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto. O objetivo do Programa de Mentores da Rede de Escolas do FUTURO é o de garantir apoio às Escolas através do estabelecimento de laços entre os docentes coordenadores e especialistas em diversas áreas de intervenção, que colaboram graciosamente. Conheça as entidades e pessoas envolvidas no projeto

2017-02-22T10:28:40+00:00 20 Fevereiro, 2017|rede de escolas do futuro 2016/17|