Viveiro do Leça nasce em Matosinhos

Viveiro do Leça nasce em Matosinhos

Nos últimos dias foram lançadas à terra as primeiras sementes do futuro Viveiro de Árvores e Arbustos Autóctones do Leça. A equipa técnica e operacional do Município de Matosinhos, acompanhada pela equipa do FUTURO, semeou 11.700 sementes de cinco espécies nativas, entre as quais amieiros (Alnus glutinosa), freixos (Fraxinus angustifolia) e medronheiros (Arbutus unedo). Ao longo dos próximos meses outras se seguirão, num total de 16 espécies autóctones. Espera-se produzir neste novo Viveiro cerca de 15.000 árvores e arbustos nativos por ano.

O Viveiro de Árvores e Arbustos Autóctones do Leça está localizado no Parque Ecológico de S. Brás e será um importante fornecedor de plantas para o Centro de Recuperação Paisagística do Vale do Leça, um projeto liderado pelo Município de Matosinhos.

O Parque Ecológico de S. Brás será assim o epicentro da recuperação paisagística do Vale do Leça. Aqui, além de produzir plantas, será oferecida formação sobre a propagação e uso das espécies de árvores nativas e instalados espaços de demonstração de boas práticas de reabilitação da paisagem com espécies nativas que apresentam igualmente um forte potencial económico.

O Centro de Recuperação Paisagística do Vale do Leça contribui para os objetivos do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto e está a ser desenvolvido em parceria com a equipa do CRE.Porto.

 

2018-02-21T14:43:33+00:00 21 Fevereiro, 2018|Sem categoria|