Ano Novo, nova plantação na Freita

Ano Novo, nova plantação na Freita

A Serra da Freita, em Arouca, sabe sempre acolher os seus plantadores da melhor forma! O dia 12 de janeiro não foi exceção, apesar do frio, e a primeira plantação do FUTURO de 2019 tinha tudo para correr bem. Entre as muitas ferramentas já prontas para serem usadas e tabuleiros de sobreiro (Quercus suber) e medronheiros (Arbutus unedo), os 65 voluntários (incluindo membros do Núcleo de Montanha de Espinho) receberam as instruções para uma boa plantação e todos os cuidados necessários a ter.

Apesar do terreno inclinado e o solo duro, as pernas e braços fortes e a motivação de todos foi suficiente para se conseguir fazer um excelente trabalho! Abrir grandes covas, plantar, estacar e colocar protetores, entre miúdos e graúdos, todos ajudaram. Até as três cadelas que vieram com os seus donos aproveitaram para passar uma boa manhã na serra! 🙂

A parcela intervencionada nesta manhã integra o projeto FUTURO em Arouca e está inserida nos Baldios de Ameixieira, Currais e Cales (área em co-gestão com o ICNF). A finalidade é promover o restauro ecológico e o estabelecimento de um bosque nativo na extensão que sofreu com os incêndios de 2016. Para criar e devolver o coberto vegetal nativo naquele território traçou-se um plano tendo em consideração as características do terreno, as plantas já instaladas em épocas anteriores e a regeneração natural.

Assim, no final da manhã mais 404 árvores nativas já tinham o seu lugar reservado nesta Serra, contribuindo para a criação do que se pretende ser um verdadeiro bosque nativo!

A tod@s muito obrigada!

FOTOS | ©2019CRE.Porto.ampereira; ©2019CRE.Porto.malmeida; ©2019JorgeAmorim

A ação, desenvolvida no âmbito do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, foi organizado pelo Conselho Diretivo dos Baldios de Ameixieira, Currais e Cales, a Matéria-Prima – Associação para a Reabilitação da Serra da Freita e o CRE.Porto. Algumas das ferramentas foram gentilmente cedidas pela Associação Movimento Gaio. As árvores (todas nativas) foram fornecidas pelo Programa Floresta Comum e o Viveiro de Árvores e Arbustos Autóctones do FUTURO.

2019-01-29T15:49:23+00:0018 Janeiro, 2019|ação de plantação|
A carregar entidades...