Balanço das Rotas das Árvores e Florestas

Balanço das Rotas das Árvores e Florestas

Partilhamos os resultados alcançados com a primeira edição das Rotas das Árvores e Florestas da Área Metropolitana do Porto, uma iniciativa do CRE.Porto, integrada no projeto FUTURO. Ao todo foram organizadas 10 ações temáticas, em 15 concelhos, de 28 de março a 13 de junho 2015. Cada ação contou com visitas a locais pouco conhecidos do público (árvore monumental, carvalhal, parque, quinta…) e dinâmicas de aprendizagem/envolvimento.

Foram envolvidas 42 entidades diretamente na organização, 22 das quais não tinham ainda participado no projeto FUTURO (bem-vindas!).

Tivemos um total de 417 participações (média 42/edição). Em todas as ações foi necessário recusar inscrições por exceder o limite aceitável por questões logísticas .
De acordo com os inquéritos de satisfação, 92% dos participantes manifestaram-se globalmente “muito satisfeitos” com os programas (nota máxima) e a qualidade da organização em geral foi avaliada como muito boa (4,7 numa escala de 1-5). Cerca de 99% dos participantes estão interessados em participar em nova edição e expressam que o programa contribuiu para um maior conhecimento sobre as árvores e florestas, o nosso grande objetivo.

Para mais informações pode consultar este documento.
A todos os organizadores e participantes, o nosso imenso obrigado!

 

Esta ação foi desenvolvida no âmbito do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, promovido pelo CRE.Porto, com organização das Câmaras Municipais de Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Porto, Póvoa de Varzim, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, S. João da Madeira, Trofa, Vale de Cambra, Valongo e Vila do Conde e o apoio de Alto Relevo – Clube de Montanhismo, ARCA – Associação Recreativa e Cultural da Azenha, Atelier Paulo Neves, Casa do Casal, Casa na Árvore – instalação lúdica, Cirurgias Urbanas, Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte, Corticeira Amorim, Diálogos da Primavera, Diocese do Porto, Direção Regional de Agricultura e Pescas do Norte, Direção Regional de Cultura do Norte, Escola de Música de Retorta e Tougues, Estabelecimento Prisional de Santa Cruz do Bispo, Fábrica de Santo Thyrso, Freguesia de Vairão, Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas, João Nunes da Silva (Ilustranatur), Museu do Papel, Nuno Gomes (Bluemater), Parque Biológico de Gaia, Portucalea – Associação Florestal do Grande Porto, Quinta de Beiriz, Quinta e Casa de Diniz, Rubim Almeida, Teresa Andresen, Urban Sketchers Portugal Norte, Vergadas Aromáticas e Violinos Capela. Foi cofinanciada pelo ON.2.

2016-11-25T15:51:34+00:008 Julho, 2015|destaque, rota das árvores e florestas|
A carregar entidades...