AMP | Rede de Escolas

AMP | Rede de Escolas 2017-10-04T13:48:41+00:00

A Rede de Escolas do FUTURO tem como objetivo incentivar e apoiar as escolas que contribuam de uma forma clara para os objetivos do FUTURO: conhecer, criar, manter e promover as florestas urbanas nativas da região. O FUTURO oferece formação, informação, recursos e garante a divulgação do trabalho realizado pelas escolas. No ano letivo 2016/17 há 5 Modalidades de colaboração disponíveis, um Programa de Formação e um Programa de Mentores.

O que propomos às Escolas?

Em 2016/17 há cinco Modalidades de participação disponíveis: as Escolas podem adotar uma das áreas de intervenção do FUTURO, criar um viveiro de plantas nativas na Escola, dar continuidade à manutenção e melhoria dos espaços verdes escolares, estudar o património arbóreo perto da Escola ou desenvolver projetos de expressão e criação artística com inspiração nas árvores e na floresta. Conheça integralmente a Proposta de Trabalho da Rede de Escolas do FUTURO para 2016/17.

O que oferecemos às Escolas?

É oferecido um completo Programa de Formação aos professores coordenadores das Escolas admitidas, bem como se garante a divulgação do trabalho desenvolvido pelas Escolas ao longo do ano, apoio técnico e recursos para as atividades (por exemplo, sementes e substrato para a Modalidade 2). Existe ainda colaboração com os Municípios de modo a que as Escolas possam beneficiar de apoio técnico e/ou eventual transporte. Está também disponível o Programa de Mentores (ano experimental).

Que Escolas participam?

No ano letivo de 2016/17 integram a Rede de Escolas do FUTURO 62 Escolas do 1º, 2º e 3º ciclos do ensino básico e secundário, público e privado, de 15 municípios da Área Metropolitana do Porto: Arouca, Gondomar, Maia, Matosinhos, Oliveira de Azeméis, Paredes, Porto, Póvoa de Varzim, S. João da Madeira, Santa Maria da Feira, Santo Tirso, Trofa, Valongo, Vila do Conde e Vila Nova de Gaia. Conheça as Escolas participantes  e os projetos em curso. 

Programa de Formação

O Programa de Formação para Docentes – ‘Como potenciar as árvores e as florestas em contexto educativo’ reuniu um painel de formadores de excelência cuja missão foi a de capacitar e inspirar os Professores da Rede de Escolas do FUTURO para o desenvolvimento dos seus projetos. O Programa de Formação teve a duração total de 9 horas e decorreu nos dias 12 e 19 de novembro de 2016.  Os docentes puderam assistir a todos os Módulos do seu interesse ou apenas aos vocacionados à Modalidade elegida. A 12 de janeiro de 2017 decorreu ainda a Ação de Formação ‘Identificação de espécies arbóreas e arbustivas’ destinada exclusivamente a técnicos.

Programa de Mentores

O objetivo do Programa de Mentores é o de garantir um maior apoio às Escolas através do estabelecimento de laços entre os docentes coordenadores e especialistas em matérias de interesse para o desenvolvimento dos projetos. Os Mentores são especialistas nas suas áreas de intervenção e colaboram graciosamente com a Rede de Escolas do FUTURO. Poderão, por exemplo, visitar pontualmente a escola partilhando conhecimento com professores e/ou alunos. Conheça a/os Mentore(a)s Se estiver interessado(a) em ser Mentor(a) pf. siga esta ligação.

O que aconteceu o ano passado?

Em 2015/16 integraram a Rede de Escolas do FUTURO 48 escolas dos 17 municípios da AMP. Foram desenvolvidos 53 projetos em 4 Modalidades, com a participação de 3.575 alunos, 189 docentes e 577 familiares. Foram adotadas 9 áreas do FUTURO, melhorados os espaços escolares de 22 escolas, com 491 novas árvores e arbustos, e produzidas 2.844 plantas nativas nos viveiros escolares. Conheça melhor o trabalho desenvolvido ou consulte o Relatório Final da Rede de Escolas do FUTURO 2015/16.

Pode ainda aceder a mais informação aqui.

Como fazer parte da Rede?

As inscrições para o ano 2016/17 fecharam no dia 4 de novembro de 2016. Reabriremos as inscrições em outubro de 2017.

Quem são os parceiros da Rede de Escolas do FUTURO

A Rede de Escolas do FUTURO é uma iniciativa do FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto, um projeto desenvolvido pelo CRE.Porto – Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto. O CRE.Porto é uma rede com entidades públicas e privadas que atuam na área da educação-ação dos cidadãos para um futuro mais sustentável, liderada pela Área Metropolitana do Porto e Universidade Católica Portuguesa e abraçada pelos Municípios integrantes da AMP. Atua ao nível da sustentabilidade regional, valorizando os recursos, criando sinergias, otimizando custos e permitindo o desenvolvimento de projetos de maior escala e impacto. A relevância regional e global desta rede é formalmente reconhecida pela Universidade das Nações Unidas desde 2009.

A Rede de Escolas do FUTURO 2016/17 conta com a participação ativa e apoio das seguintes entidades:

•    Área Metropolitana do Porto
•    ABAE – Associação Bandeira Azul para a Europa | Eco-Escolas
•    EDP Gás
•    Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade Católica Portuguesa.
•    Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas
•    Lipor – Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos da Região Porto
•    Município de Espinho
•    Município de Gondomar
•    Município da Maia
•    Município de Matosinhos
•    Município de Oliveira de Azeméis
•    Município de Paredes
•    Município do Porto
•    Município de Póvoa de Varzim
•    Município de S. João da Madeira
•    Município de Santa Maria da Feira
•    Município de Santo Tirso
•    Município da Trofa
•    Município de Vale de Cambra
•    Município de Valongo
•    Município de Vila do Conde
•    Município de Vila Nova de Gaia
•    Município de Arouca (em confirmação)
•    Sementes de Portugal
•    Universidade Católica Portuguesa

Colaboram graciosamente como Formadores na Rede de Escolas do FUTURO 2016/17:
•    Paulo Alves (CIBIO/UP)
•    Ana Maria Pinto (NOVATERRA)
•    Mariana Cruz (UM)
•    Raquel Lopes (UA)
•    Marisa Graça (CIBIO/UP)

Colaboram graciosamente os seguintes Mentores na Rede de Escolas do FUTURO 2016/17