Apresentação

Apresentação 2017-09-14T10:11:47+00:00

O FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto – é um esforço planeado e coordenado de várias organizações e cidadãos com o objetivo de criar e manter florestas urbanas nativas nesta região, que precisa de enriquecer a sua biodiversidade, sequestrar carbono, melhorar a qualidade do ar, proteger os seus solos e contribuir para uma melhor qualidade de vida das pessoas. Por isso resume-se numa palavra – FUTURO. Porque não existe futuro sem árvores.

Pretende-se reflorestar cerca de 100 hectares de áreas ardidas, livres ou que necessitam de reabilitação com cerca de 100.000 árvores de espécies espontâneas da região ao mesmo tempo que se espera informar e formar os cidadãos sobre a importância da floresta nativa e estimular a participação de todos os interessados em atividades de criação e melhoria das florestas metropolitanas.

O objetivo central é aumentar e melhorar a quantidade e qualidade da área de floresta nativa na Área Metropolitana do Porto através de um projeto colaborativo no qual têm um papel fundamental as autarquias, os cidadãos, os proprietários florestais, as associações florestais, as instituições de ensino, as entidades governamentais, as empresas, entre outros.

Sempre espécies arbóreas e arbustivas autóctones da flora portuguesa, isto é, espontâneas no nosso país (e na região). A escolha das espécies para cada local depende principalmente das características ecológicas de cada sítio. São privilegiadas espécies como carvalhos, sobreiros, amieiros, freixos, loureiros, medronheiros, ulmeiros, pinheiros-mansos, sabugueiros, amieiros, pilriteiros, entre outras espécies. Cerca de 80% das árvores é fornecida através do Programa Floresta Comum.
As ações de plantação começaram em outubro de 2011. O ritmo das plantações depende da área e das condições reunidas em cada uma delas. Em alguns casos as parcelas já estão identificadas e preparadas para receber as árvores e noutros têm que ser limpas e preparadas. O trabalho preparatório das plantações e a posterior gestão é assegurada sobretudo pelas equipas de sapadores florestais ou equipas das autarquias mas o papel de cidadãos voluntários é essencial.
A plantação decorre anualmente entre os meses de outubro e fevereiro do ano seguinte (eventualmente março). Entre abril e outubro acontecem ações de monitorização, manutenção das áreas já plantadas, eliminação de infestantes e recolha de sementes.
O FUTURO – projeto das 100.000 árvores – nasceu no contexto do Centro Regional de Excelência em Educação para o Desenvolvimento Sustentável da Área Metropolitana do Porto (CRE.Porto) e resulta do conhecimento acumulado e da dinâmica de participação e colaboração gerada durante a elaboração do Plano Estratégico de Ambiente da Área Metropolitana do Porto (2003-2008).
O FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto recebeu o Prémio ‘Terre de Femmes’ da Fundação Yves Rocher (2013) e obteve o galardão de “Projeto de Excelência” pela Universidade das Nações Unidas (2014) na categoria de ‘Capacitação e Envolvimento da Comunidade através da Educação-Ação’, tendo sido reconhecido o seu valor na melhoria e expansão das florestas urbanas nativas.

O FUTURO – projeto das 100.000 árvores na Área Metropolitana do Porto é ainda um estudo de caso no livro “Traditional Knowledge and Biodiversity” editado pela Universidade das Nações Unidas (2013).

Relatórios
Agenda
RECONHECIMENTOS